Relato histórico sobre a atuação do Vereador Lino Teixeira em Guanambi

O edil Lino Teixeira exerceu 9 mandatos de vereador e por mais de 25 anos não recebeu salário.  Um exemplo de dedicação à comunidade e ao povo de Guanambi.

 A trajetória política do Vereador Lino Teixeira
Biografia 

O Vereador José Carlos Latinha e Alípio Guimarães visitam a família Teixeira e prestigiam a festa de aniversário de Zé Maria Teixeira.

Natural de Guanambi, nasceu no Distrito de Ceraíma, no dia 2 de fevereiro de 1928, filho de Domingos Antonio Teixeira e de Maria Alice Cassimiro Teixeira. Casou-se com Maria Joaquina da Silva Teixeira e tem oitos filhos: Generealdo Antonio, Lino Filho, Manoel Messias, José Bonifácio, José Maria, Carlos Magno, Aparecida Ramos e Ervino Domingos. Aos sete anos de idade, já ajudava seu pai na lavoura e, aos nove anos, chegou a administrar a lavoura. Aos doze anos, foi morar com os avós em Malhada. Três meses depois de sua chegada, seu avô veio a falecer e ele passou então a tomar conta do sítio, tocando a roça por conta própria. Permaneceu nessa atividade até 1962, quando montou seu próprio comércio em Guanambi, onde se manteve até o ano de 1972. Ingressou então no serviço público, como Guarda Sanitário da GERFAB/Instituto Biológico da Bahia, onde sempre demonstrou grande competência e responsabilidade em todas as suas atividades.
A Vida política
Político bastante experiente, o Vereador Lino Teixeira iniciou sua carreira como Vereador eleito pelo antigo PSD, para o mandato de 1951 a 1954, com 234 votos. Reelegeu-se para o período de 1955 a 1958, som a mesma legenda, com 475 votos. Para o período seguinte, de 1959 a 1962, já conseguiu a vitória nas urnas pelo PL. Exerceu ainda o mandato de 1963 a 1966, para o qual foi eleito pela UDN, com 480 votos; o mandato de 1967 a 1970, pela ARENA, com 630 votos; o período de 1971 a 1972, também pela ARENA, com 448 votos; e período fr 1973 a 1976, com 602 votos e o de 1977 a 1982, com 624 votos, ambos ainda pela ARENA. A 15 de Novembro de 1982, já então filiado ao PDS, conseguiu outra vez uma vaga na Câmara Municipal de Guanambi, dessa vez com a expressiva contagem de 1004 votos, classificando-se como o quinto candidato mais votado do Município. No Legislativo, exerceu as funções de 1º Secretário por diversas vezes, foi Vice-Presidente da Mesa Diretora e Presidente da Comissão de Justiça e Redação da Câmara.
Trabalhos realizados pelo Vereador Lino Teixeira

Fotos: Dário Teixeira

Durante a longa trajetória política e de atuação parlamentar, o Vereador Lino Teixeira, lutou e reivindicou importantes obras que foram fundamentais para o desenvolvimento econômico e social de Guanambi, tais como: Década de 50, defendeu ardorosamente a solicitação de empréstimo para a construção da Prefeitura Municipal, prédio que foi leiloado contra seu voto. Trabalhou também pela construção de duas igrejas na Vila de Nova Ceraíma e no povoado de Morrinhos. Participou da luta pela estadualização do Ginásio de Guanambi, que era uma sociedade particular e passou a ser o Ginásio Estadual Luís Viana Filho. O Hospital Santo Antônio que foi construído pela Associação dos Amigos de Guanambi e pela Comissão do Vale do São Franscisco, só entrou em funcionamento de 1975, através de convênio entre uma firma particular e a Prefeitura que, para tanto, contou com o imdispensável apoio do Vereador Lino Teixeira. Lutou também pela construção do Fórum.

Vereador eleito por nove pleitos, sempre lutou pelo desenvolvimento da cidade e atuou no Legislativo quando ainda não existia o subsídio para o vereador.

Estatuto da Associação dos Amigos de Guanambi.

Projetos aprovados pela Câmara Municipal de Guanambi – 1951/1952

Projeto de Lei de 1963, de autoria do Vereador Lino Teixeira, considerando de utilidade pública para fins de desapropriação área do terreno da Cova de Leocádia.

Câmara Municipal de Guanambi – 1951 a 1955
Em 07 de abril de 1951 foi instalada a nova Câmara para o mandato 1951 a 1955, com os vereadores Eujácio Vieira Costa, Etelvino Pereira Donato, Jaime Vieira Costa, Lino Teixeira, João Farias Cotrim, Antonio Primo Costa, Alfio Neves de Araújo. Os vereadores Artur da Silva Prado, Nelson Brandão e Manoel Alves Sobrinho tomaram posse em sessão posterior.

Prédio da antiga Prefeitura Municipal: Deputado Vasco Neto, ex-vereador Antônio Primo Costa, Prefeito Jonas Rodrigues, Dr. Juca Bastos, entre outros.

Em novembro de 1952, um ano após sua instalação, a Câmara Municipal de Guanambi aprovou uma resolução instituindo uma feira livre semanal, as quintas feiras, no turno matutino, onde se comercializava gêneros alimentícios produzidos no município e região.
Fontes: Jornal O Popular, Vida e Obras de Jonas Rodrigues, Livro de atas da Câmara Municipal 1951/52, Forças Vivas da Nação – Nossos Políticos, Google.

Texto retirado do Blog do Latinha

http://blogdolatinha.blogspot.com.br/2012/05/relato-historico-sobre-atuacao-do.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s