Tributos a personagens que fizeram a história política de Guanambi

DR. FRANCISCO JOSÉ FERNANDES

1ª PARTE

 Procuro resgatar a história do grande político e médico Dr. Francisco Fernandes, que muito contribuiu para o desenvolvimento de Guanambi. Aqui chegou em, torno de 1915, recém formado em medicina, começando a exercer sua função de médico nessa cidade. Casou-se com a senhora Maria Clara e, deste casamento não teve filhos. Por herança familiar herdou a fazenda Belém, hoje atual São Joaquim. Logo cedo começou a participar da política local, dando a sua contribuição para a emancipação de Guanambi, que ocorreu em 1919.

Na década de 20 discordou da política do Coronel Balbino e seus aliados João Araujo e Alípio Araujo, fazendo oposição a esse grupo político, em conjunto com o Dr. Mário Teixeira. Criando assim, dois grupos políticos de Guanambi, os caititus de Dr. Fernandes e Dr. Mário e os morcegos de Coronel Balbino Cajaiba, João Araujo e Alípio Carlos.

Em 1924, com a saída do Governador baiano J. J. Seabra do poder e com a entrada do novo Governador Goes Calmon, perderam o poder político, em Guanambi, o grupo dos morcegos. João Araujo e Alípio Carlos retiraram-se da política desse município, deslocando-se para Monte Alto. Dr. Fernandes e Dr. Mário assumiram o poder neste município.

Em 1930, os irmãos José Bastos (Dr. Juca) e Nelson Bastos reorganizaram o grupo político dos morcegos continuando assim, o confronto político com os caititus de Dr. Fernandes.

Em 1934, Dr. Fernandes foi eleito deputado estadual no mesmo grupo político do então governador da Bahia Juraci Magalhães. Em 1937, com a implantação do Estado Novo foram suspensas as eleições para deputado, governador e presidente.

Com a abertura política, em 1946, em Guanambi como em todo o Brasil foram organizados os novos partidos políticos. Dr. Fernandes criou a UDN, e o outro grupo político composto por Dr. Juca, Pedro Moraes e Dr. Gercino Coelho, o PSD.

Nas eleições de 1946, Guanambi e região conseguiram eleger dois deputados estaduais: Dr. Fernandes pela UDN e Dr. Gercino Coelho pelo PSD.

Em 1950, Dr. Fernandes candidatou-se novamente a deputado estadual, não conseguindo a reeleição.

Em 1954, houve acordo político entre o Senhor Pedro Moraes que deixou o grupo de Dr. Juca e aliou-se com Dr. Fernandes.

Em 1958, Dr. Fernandes que, politicamente, sempre seguia a orientação do ex-governador e candidato Juraci Magalhães não o apoiou, preferindo ser leal a seu amigo de grupo Pedro Moraes e ao deputado federal Manoel Novaes. Nessa eleição apoiou o candidato a governador do estado da Bahia o Dr. José Pedrosa, que disputou a política com Juraci Magalhães. O grupo político de Dr. Juca apoiou Juraci Magalhães, que foi eleito governador. Esta foi a ultima eleição que esse grande líder, Dr. Francisco Fernandes, participou.

Dr. Fernandes, com sua influência política, solicitou junto ao governador a criação do Grupo Escolar Getúlio Vargas. Através da associação dos amigos de Guanambi colaborou para a manutenção do colégio Ginásio de Guanambi, criado pelo médico Dr. Laert Ribeiro. Através dessa mesma associação, por intermédio do  Deputado Manoel Novaes conseguiu liberação de recursos junto à SUVALE atual CODEVASF  para a construção do hospital de Guanambi, hoje POLIMEG.

Na construção da barragem de Ceraima teve grande influência, incentivando Dr. Benjamim Vieira, pertencente a seu grupo político a tomar frente desse grande projeto, pois politicamente estava impedido de fazer pessoalmente para não desagradar seus aliados políticos do distrito de Ceraima. Usou sua influência com o deputado Manoel Novaes para conduzir e liberar recursos na capital federal.

Dr. Fernandes veio a falecer em 13.10.1960. Em sua homenagem foi denominado o seu nome em uma rua dessa cidade e em um colégio estadual, hoje anexado ao Colégio Idalice Nunes. Restando, atualmente, apenas uma rua com seu nome. Percebe-se que é muito pouco pelo que representou para Guanambi a figura do político e médico Dr. Francisco José Fernandes.

Esperamos que o poder executivo e legislativo, futuramente, preste homenagem a esse grande político, que tanto fez por Guanambi, colocando o seu nome em uma das obras, que venha a ser construída nesse município.

Escrito por José Bonifácio Teixeira

Fonte de pesquisa “Respingos históricos” do escritor Teixeirinha.

Anúncios

5 thoughts on “Tributos a personagens que fizeram a história política de Guanambi

  1. Boa Noite!!
    Gostaria de saber se o escritor desses artigos saberia me informar quem era a família desse político Alípio Carlos. To querendo saber pq meus avós eram de Guanambi e Palmas de Monte Alto e pertenciam ä família de Joaquim Severino da Luz(meu avô pelo lado materno) e ä familia de José Carlos da Silva (meu avô pelo lado paterno).Gostaria muito de saber se anda meus avós possuem parentes vivos nessa cidade, pois eles vieram pra Goiás perto dos anos de 1920 em virtude da briga política entre os caititus x morcegos.

    Fico grata por uma informaçao

    obrigada
    marineide teixeira da luz carlos nunes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s