Eleição para deputado em 1974

Tendo em vista a eleição de deputado, em 1974, após muitos anos sem haver um confronto político, estabeleceu em Guanambi uma disputa entre os candidatos a deputado dos dois grupos políticos que predominava na época a política de Guanambi. O grupo liderado por Dr. José Humberto Nunes e pelo prefeito municipal Jonas Rodrigues da Silva, e outras lideranças – ARENA 1, apoiava para deputado federal seus candidatos tradicionais Manoel Novaes e Odulfo Domingues e para deputado estadual professor Vilobaldo Freitas.

O novo grupo político ARENA 2, liderado por José Neves Teixeira e Nilo Morais Coelho,e outras lideranças apoiava para deputado federal Prisco Viana e para deputado estadual lançou o nome de Epaminondas Rocha, que disputava seu primeiro mandato com o apoio de Guanambi e municípios do Vale do Iuiu e de cidades circunvizinhas.

Há muito tempo, nos meios políticos de Guanambi, não tinha presenciado uma disputa tão acirrada, que devido às eleições dos últimos prefeitos serem disputadas por candidatos únicos, a cidade não via naquele período os tão famosos comícios políticos, inerentes da eleição.

Os dois grupos políticos se organizavam através de elementares comícios que iniciavam com carreatas em uma praça da cidade, com palanque já armado. Suas principais lideranças e candidatos discursavam, apresentando suas idéias e propostas para seu eleitorado. No término do comício, cantores com violas e violões animavam o final da noite com músicas e versos que falavam da política local e de seus candidatos, a exemplo da famosa música “Do calor da eleição”.

Do novo grupo político fazia parte, quase na totalidade, a nova classe econômica que surgia na região como os plantadores de algodão, os pecuaristas, donos de usinas e comerciantes. Surgiram, em conseqüência, da grande movimentação financeira da região.

Com mais recursos, logicamente, o novo grupo político conseguia organizar grandes comícios e carreatas com vários automóveis e caminhões, não só de Guanambi como de toda região do Vale do Iuiu.

Começava então a estabelecer uma nova realidade entre esse grupo político, que, sendo produtores, com propriedades em diversos municípios da região eram residentes e eleitores de Guanambi. Criou-se a idéia, também, que os trabalhadores rurais desses produtores, apesar de serem originados de todas as regiões da Bahia e até de outros estados, deveriam transferir seus títulos eleitorais para Guanambi.

Para esta eleição (1974) o movimento de transferência de eleitores foi realizado timidamente. O intuito deste novo grupo político – ARENA 2, era conquistar o poder político, que desde 1954 estava sob o comando do grande líder deste município: Dr. José Humberto Nunes.

Outro fato de grande predominância para a política de Guanambi e região era o apoio deste novo grupo político, ARENA 2, ao deputado Prisco Viana, então líder do Governo Federal, na Câmara de Deputados, e um dos secretários da ARENA.

O Deputado Prisco Viana, que com sua influencia política em Brasília, servia como carro chefe para o desenvolvimento e desbravamento de toda região. Alocava recursos para o Banco do Brasil em Caetité e Banco do Nordeste, em Guanambi, através dos projetos sertanejos e pró-terra, que era destinado para todos os produtores que participavam da nova fronteira agrícola do Vale do Iuiu.

Esta região (Vale do Iuiu) começava a tornar uns dos principais celeiros da agricultura e pecuária não só da Bahia, mas do Brasil.

A Cooperativa Agropecuária de Guanambi, liderada pelo seu Presidente Nilo Morais Coelho, mantinha grande influencia em toda região. Em Guanambi, organizou uma equipe de médicos, coordenada por Dr. Ginaldo, para atender aos seus associados e habitantes do município. Dessa maneira, fazia frente às ações do médico Dr. José Humberto e do então prefeito municipal Jonas Rodrigues da Silva, desse mesmo grupo – ARENA 1, , na área de Saúde, que era o ponto mais forte do partido político.

Nas eleições de 15 de novembro de 1974, foi estabelecida uma prévia para a eleição de prefeito, que seria realizada em 1976. Finalmente, chegou o tão esperado dia da eleição. Grande agitação tomou conta da cidade. Muitos jovens desse município desconheciam a campanha política.

Devido à apresentação de candidato único, nas três últimas eleições municipais, tudo era novidade, entusiasmo. Enfim, uma grande festa para a democracia, principalmente para um novo grupo político liderado por José Neves Teixeira e Nilo Morais Coelho, que então legalmente constituído, como ARENA 2 disputava sua primeira eleição neste município.

Terminada a eleição, começava a apuração de votos, que era feita manualmente, com as contagens dos votos das cédulas eleitorais, que naquela época demorava vários dias, criando mais expectativa para os políticos e eleitores. Terminada a apuração, proclamava assim, o resultado para deputado federal e estadual.

A votação dos deputados Manoel Novais e Odulfo Domingues, apoiados pela ARENA 1, do grupo de Dr. José Humberto Nunes superor a votação do deputado Prisco Viana apoiado pela ARENA 2, do grupo de José Neves Teixeira. A votação do deputado estadual Vilobaldo Freitas, ARENA 1, superor a votação do deputado  estadual Epaminondas Rocha, da ARENA 2. Todos estes deputados federais e estaduais foram eleitos, naquela eleição, no ano de 1974.

Este resultado serviu, também, de alerta para o novo grupo político – ARENA 2, que para disputar e ganhar as próximas eleições para prefeito, seria necessário organizar e criar novas estratégicas políticas em Guanambi.

Artigo escrito por José Bonifácio Teixeira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s